Notícias

Veja 5 passos para tirar sua ideia de negócio do papel em 2013

30/01/2013 14:00 - TAGS: ,

Para quem tem a meta de abrir uma empresa em 2013, é bom aproveitar as energias renovadas do ano novo para tirar as ideias do papel. Especialistas ouvidos pelo UOL afirmam que, se o empreendedor começar a botar a mão na massa no início do ano e formalizar a empresa até fim do primeiro semestre, é possível já comemorar os primeiros lucros antes de 2014.

Para isso, ele precisa realizar o planejamento logo nos primeiros meses. Segundo o professor de marketing e empreendedorismo da Trevisan Escola de Negócios Dalton Viesti, o período pré-Carnaval é útil para fazer toda a parte de pesquisa inicial, levantamento de informações para elaboração do plano de negócios.

Nesta época, normalmente, a demanda por produtos e serviços é baixa, o que torna as empresas mais acessíveis para fornecer informações. “O ano, no Brasil, só começa depois do Carnaval. A partir daí é que as pessoas começam a gastar mais”, afirma.

Plano de negócios deve trazer informações sobre fornecedores e concorrentes

Para transformar uma ideia em negócio, o professor diz que é necessário planejamento. O empreendedor deve buscar informações aprofundadas sobre o mercado no qual pretende ingressar, simular orçamentos e elaborar um plano de negócios.

No documento devem constar informações sobre concorrentes e a região onde o negócio será instalado, qual o foco da empresa, que tipos de produtos ou serviços a empresa vai oferecer, quais os diferenciais de mercado e quem é o público-alvo.

Além disso, falar com clientes e fornecedores e fazer previsão dos gastos, do faturamento e do lucro líquido são medidas importantes para reduzir riscos na implantação do negócio. “Quando se começa a escrever, surgem os problemas e o empreendedor fica mais preparado”, declara Viesti.

De acordo com a analista do Sebrae-SP Rafaela Brugnatti, antes de abrir uma empresa, é necessário desenvolver um perfil empreendedor. Estar disposto a assumir riscos e se dedicar quase que integralmente à empresa são características importantes de um empresário.

” [O empreendedor] precisa, ainda, estar conectado às novidades e tendências de mercado e atento às necessidades dos clientes. Dessa forma, sempre estará buscando a melhoria do atendimento, dos produtos e dos serviços que oferece”, diz.

Empresas começam a lucrar a partir do sexto mês
A partir de março, é o momento para ir atrás de documentações e exigências legais para o funcionamento do negócio. O tempo para regularização varia de acordo com a região do país. Empreendedores que iniciarem atividades ainda no primeiro semestre têm a possibilidade de começar a lucrar até o final do ano.

De acordo com Tales Andreassi, coordenador do centro de estudos em empreendedorismo e novos negócios FGV (Fundação Getulio Vargas), novas empresas, em média, começam a lucrar a partir do sexto mês de atividade. No início, as vendas são baixas e é importante saber que o retorno financeiro não será imediato. “Começar um negócio não é como começar uma dieta.”

Ter uma reserva de capital é fundamental para suportar os gastos da empresa neste período, diz o professor Dalton Viesti. Por isso, antes de começar o negócio, o empreendedor deve calcular a viabilidade financeira do projeto. “Empreender exige 1% de inspiração e 99% de transpiração. O caminho é longo e é preciso trabalhar muito”, afirma.

1 Perfil empreendedor
O futuro do negócio depende do comprometimento de seu dono. Criatividade, faro para negócios e disposição para enfrentar os altos e baixos podem fazer a diferença para transformar uma ideia em um negócio de sucesso.

2 Pesquisa
Estude quem é o seu cliente e como ele gosta de comprar, quem são seus concorrentes, como está o mercado no qual quer investir, onde abrirá sua empresa e quem serão seus fornecedores. Estes dados serão o eixo central do seu plano de negócios, que vai direcioná-lo e orientá-lo nas estratégias de abertura da empresa.

3 Planejamento
Com as informações coletadas e o plano de negócios estruturado, é o momento de identificar a viabilidade econômica e comercial do projeto. O planejamento proporcionará uma visão clara e ampla da proposta, facilitando a percepção das oportunidades e dos riscos.

4 Ponto comercial
Antes de alugar ou comprar um imóvel para o negócio, consulte a prefeitura de sua cidade sobre a Lei de Zoneamento Urbano para saber se a atividade que deseja exercer é permita na região onde pretende abrir a empresa.

5 Formalização
Vencidas as etapas anteriores, o empreendedor deve solicitar seu CNPJ (Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica), que lhe dará acesso a linhas de crédito especiais, credibilidade entre outros benefícios.

 

Fonte