Notícias

Segredos para ser bem-sucedido profissionalmente sem se tornar um gerente

Especialistas dão dicas de sucesso para funcionários que não almejam ser promovidos

Muitas pessoas lutam para subir na carreira o mais rápido possível, mas uma quantidade enorme está satisfeita em vagas inferiores hierarquicamente e não tem o desejo de ser promovido.

“É comum que as pessoas estejam contentes em posições não gerenciais”, explica Andy Teach, autor de livros sobre empreendedorismo e dono do canal do Youtube sobre o tema, FromGradToCorp. “Nem todos, por exemplo, têm habilidades de liderança, assim como nem todos querem virar gerente e serem obrigados a ter mais interação com as pessoas, mais responsabilidade e, em muitos casos, jornadas de trabalho mais longas e cansativas.”

Outra razão é que mais e mais trabalhadores querem ter uma vida balanceada, na qual a atividade profissional não seja a maior prioridade, diz Teach. “Há muitas pessoas cuja prioridade de vida é criar uma família e que colocam o trabalho em segundo plano.” Nesses casos, ter um cargo muito alto pode tomar quase todo o tempo.

O especialista afirma ainda que há diversas pessoas cuja habilidade e prazer profissional são tão grandes que não querem colocar isso em risco com uma promoção.

“Se você não aspira a cargos de gerente, deixe claro qual é a sua intenção desde o começo”, aconselha Debra Benton, conselheira executiva e autora de livros na área. “Assegure ao seu chefe que você vai trabalhar duro mesmo que não tenha planos de ser promovido. Mostre que isso não é falta de ambição e, se eles quiserem recompensá-lo, que o façam em forma de benefícios.”

Na verdade, é possível ser muito bem-sucedido fora dos cargos de gerência. O resultado é que, mesmo que não mire posições profissionais como essa, é provável que você receba propostas caso tenha um bom desempenho.

Fique ligado

Teach, no entanto, alerta: “Se você está feliz com sua atual posição e seu departamento ganha um novato entusiasmado, com atitudes mais agressivas e ambiciosas, fique atento, especialmente se ele puder desempenhar sua função por menos dinheiro. Isso não significa que seu trabalho possa estar em risco, mas, caso se sinta ameaçado, tenha uma conversa honesta com o seu supervisor.”

E como defender o cargo contra um jovem profissional que pode fazer o mesmo ganhando menos? Como provar para o chefe que compensa deixá-lo no cargo?

A seguir, veja 5 passos simples para ser bem-sucedido no trabalho sem virar gerente.

1) Seja bom no que você faz

“Todo supervisor quer resultados e, se você torna-los fáceis, não hverá argumentos contra você”, ensina o especialista. “Realize seu trabalho além do que esperam”, diz Debra. “Dê o máximo no que é pedido e mais 10% em atitudes positivas, como um tratamento de respeito aos outros, honestidade e boas intenções.”

2) Tenha uma atitude positiva

O fato de todos ao seu redor gostarem de trabalhar com você faz toda a diferença, explica Teach, “Se alguém mais puder desempenhar seu trabalho por menos dinheiro, mas você terá como diferencial a habilidade de lidar com as pessoas. Assim, será menos provável que seu trabalho seja prejudicado.”

3) Torne-se a pessoa que faz tudo

Talvez você possa ajudar seus colegas de trabalho a arrumar um problema em seus computadores, ainda que isso não seja sua função. Assim, você será valorizado em seu departamento.

“Fazer um bom trabalho é necessário, mas nem sempre é suficiente”, diz Debra. “Você também pode ajudar o trabalho das pessoas ao seu lado, incentivando o crescimento delas.”

4) Relembre o seu supervisor de que você realmente gosta de seu trabalho

Faça seu supervisor entender que ele pode contratar um novato que, com o tempo, ambicione a vaga dele. “Mostre ao seu chefe que, com você, ele não corre esse risco”, diz Teach.

5) Trabalhe em equipe

Deixe claro para o seu chefe que, mesmo que você não deseje ser promovido, você sabe trabalhar em equipe e fará o que for necessário para todos serem bem-sucedidos. “Funcionários muito ambiciosos e agressivos serão egoístas e apenas farão o que for bom para eles. Isso é algo que os chefes não toleram”, finaliza Teach.

 

Fonte