Notícias

Saiba como manter seu bom desempenho mesmo se seu chefe é ausente do escritório

19/07/2013 14:00 - TAGS: , , ,

Especialistas dão dicas de como agir com um líder sem presença no ambiente de trabalho


Parece que seu chefe nunca está por perto? É difícil saber por onde ele anda? Impossível arranjar um tempo de encontrá-lo?

Talvez ele viaje muito a trabalho ou esteja sempre entre uma reunião e outra. Talvez seu chefe trabalhe remotamente, tire muito tempo de folga ou esteja com a cabeça longe do escritório.

“Eu diria que quase todo funcionário vivencia um período de chefes ausentes”, afirma Sara Sutton Fell, CEO e fundadora do site de busca de empregos “FlexJobs”. “E essa é a hora de mostrar o seu valor como funcionário.”

Michael Kerr, palestrante internacional de negócios e escritor de livros motivacionais relacionados a trabalho, afirma que, com o avanço da tecnologia, da comunicação empresarial e do trabalho via internet, cada vez mais funcionários enfrentam situações nas quais os chefes estão ausentes. “Essa é uma tendência que só cresce.”

Dependendo do estilo de liderança, da dinâmica de equipe e da cultura do ambiente de trabalho, a ausência do chefe pode ter um impacto extremamente negativo ou extremamente positivo, explica Kerr. “Chefes que não saem de perto dos funcionários são muito desgastantes para a equipe. Eles limitam o crescimento de todos e comprometem iniciativas e criatividade”, afirma.

“Além disso, estudos apontam que o aumento da autonomia de cada profissional incentiva o trabalhador e baixa o nível de estresse, desde que se todos se sintam devidamente apoiados. Um chefe ausente pode, portanto, ser extremamente positivo, fazendo com que as pessoas cresçam profissionalmente.”

No entanto, se um funcionário se sente despreparado e sem apoio, a ausência do chefe se torna algo negativo. “Se a ausência resulta em um impasse, por exemplo, por conta de ninguém se sentir confiante a ponto de tomar uma decisão, isso pode impactar negativamente no trabalho de todos. Os mais novos na empresa podem se sentir frustrados e até abandonados caso seus superiores não se comunicam com transparência”, afirma Kerr.

Sutton Fell diz que, se a equipe é motivada, responsável e eficiente, a ausência do chefe não interfere muito. “Mas, se isso não ocorre, é provável que a velha máxima se concretize: ‘quando o gato está fora, os ratos fazem a festa’”.

Caso o chefe nunca esteja por perto, você pode ficar sem algumas respostas necessárias para executar bem suas funções, diz Lynn Taylor, escritora e expert em ambiente de trabalho.

“O papel de um grande chefe é dar ferramentas que impulsione seus funcionários, treinando-os para que eles desempenhem um bom trabalho em sua ausência”, afirma Kerr. “O líder ruim é aquele que se fecha muito em seu reino de poder e informação, fazendo com que nada aconteça.”

 

Fonte