Notícias

Feliz ano novo para sua carreira?

30/12/2013 16:00 - TAGS: ,

Vejo claramente que existem três tipos de atitude dos profissionais quando voltam do recesso das festas de fim de ano: os que voltam com o espírito mais leve, com mais otimismo e verdadeiramente renovados (na linha do “2014 vai ser o ano!”), os que voltam querendo enforcar o primeiro que encontram porque os problemas do ano passado continuam os mesmos de agora (estilo “minha ressaca é do que não resolvi no ano passado, e não porque bebi demais no dia 31”), e os que voltam com muuuiiiiita preguiça, quase em ponto morto (“pena que este ano tanto o Natal quanto o Reveillon caíram no final de semana, pois não ganhei um dia sequer para ficar fora daqui…”). Observando mais a fundo, acho que isso tem muito a haver com a postura pessoal ou mesmo o momento individual de cada um. As festas podem ser ótimas ou péssimas, dependendo de sua situação familiar, de sua posição profissional ou do que foi o ano de 2013. O trabalho atual pode ser motivo de satisfação ou insatisfação profunda, por presença ou falta de desafios, de recompensa, de novidades. Enfim, cada pessoa tem a sua carreira, sua vida, sua postura, o seu grau de satisfação com o trabalho, os seus problemas. E as respectivas reações que decorrem disso tudo. Mas acho que é preciso prestar atenção no ambiente onde se trabalha. Podemos contaminar positiva ou negativamente este ambiente com a nossa postura, qualquer que ela seja. Podemos ecoar nos outros e despertar reações similares, sejam elas construtivas, pessimistas ou mesmo preguiçosas. E precisamos ter consciência disso. A pausa de um feriado, ou a de um Reveillon como este que tivemos ontem (mesmo que durando um final de semana comum, mas com força de reflexão muito importante, pelo fim de um ciclo e início de outro) são oportunidades excelentes para pensarmos na direção de nossas carreiras, no quanto estamos felizes com o que fazemos no trabalho, em quanto nosso propósito profissional está alinhado com o pessoal. Vale uma reflexão do (seu, meu) estado de espírito, de como iniciaremos 2012 profissionalmente amanhã. Qual a nossa postura ao acordar? Qual a energia ao chegar no escritório? Qual a vibração que queremos passar para os colegas? Com que vontade vamos encarar os desafios deste novo ano? E o mais importante: o que vamos fazer para que 2012 não seja apenas mais um ano de trabalho, mas um período significativo de avanço profissional e de progressão de carreira profissional? 2012 começa hoje, e o tempo passa rápido. Daqui a pouco é Carnaval e assim seguimos. Então, pare, reflita e escreva para si mesmo: qual o seu plano para fazer deste ano um feliz ano novo de verdade para sua carreira?   Fonte