Notícias

Cursos que fazem diferença no currículo

27/07/2012 14:00 - TAGS: , ,

Mais do que quantidade, recrutadores estão de olho na qualidade dos cursos extracurriculares apresentado pelos candidatos

Provavelmente alguém já te disse para “fazer um curso” a fim de melhorar seu currículo. Na teoria o conselho é bom, pois se apoia na tese “aprender nunca é demais”. Porém, na prática, existem outros pontos a considerar. Por exemplo: os recrutadores podem estar mais interessados na qualidade do que na quantidade das coisas que você aprendeu.

Curso de cinema digital para alunos entre 13 e 17 anos, em São Paulo: foco é importante no caso de cursos voltados para a carreira
Izabel Failde, psicóloga consultora organizacional e de carreira da Failde Consultoria em Desenvolvimento Pessoal e Profissional, diz que os cursos extracurriculares podem ser diferenciais na contratação de um candidato, mas só se estiverem relacionados diretamente ao objetivo profissional. “Se não for relacionado à área, esses cursos poluem o currículo e mostram ao recrutador que o foco do candidato é outro, o que é prejudicial”, diz ela.

Cursos extracurriculares ajudam a revelar os interesses do estagiário e do trainee, diz Davide Aprile, diretor de recursos humanos da Zambon, laboratório farmacêutico italiano há mais de 50 anos instalado no Brasil. Segundo ele, também pode indicar iniciativa e vontade de evolução do candidato.

Portanto, siga o conselho e “faça um curso”. Mas faça o curso certo. O iG ouviu uma série de especialistas para saber quais são os tipos de cursos extracurriculares que são mais bem avaliados pelos recrutadores e algumas dicas para selecioná-los.

Pense nisso:

 

1) Não importa o curso, primeiro é fundamental verificar a credibilidade da instituição: para que tipo de empresas oferece treinamento? Há quanto tempo está no mercado? A escola é reconhecida por grandes companhias? Nesse caso, a reputação da escola é tão importante quanto os conhecimentos que você vai adquirir.

 

2) Também é preciso refletir um pouco sobre o que você espera obter. Se for apenas para ocupar o tempo livre despreocupadamente, a história é uma. Vale até fazer teatro e ter aulas de culinária. Para quem procura treinamentos voltados mais diretamente para a alavancagem da carreira, a história é outra.

Três cursos “para usar”

Veja abaixo alguns cursos recomendados por especialistas porque são objetivos e oferecem conhecimentos para usar no dia a dia, sobre temas raramente abordados nas faculdades:

 

Oratória – Ganhar segurança para falar em público, transmitir ideias com clareza, de forma convincente e com credibilidade

 

Networking – Construir redes de relacionamentos pessoais

 

Liderança – Assimilar e desenvolver os conceitos de trabalhar em equipe e comandá-las

 

Fonte